Novamente

Em cores volto a sorrir
Com a minha vida novamente a progredir
Em choros e lamentos, surgi um sorriso
Que sai de um abrigo
Para brilhar a um amigo
Com essa exposição
Volto novamente a me por em perigo
E nesse desabrigo
Volta a avalanche de sentimentos
Sem nenhum ombro amigo
Para me segurar
E me colocar na frente dizendo, "Enfrente."
Desvio como sempre
Fingindo não existir algo que está na minha frente

Postagens mais visitadas deste blog

Entre mortos e feridos

Inferno - Dan Brow